28 de ago de 2011

Como fazer a Ovoscopia e saber se tem filhotes nos ovos

A ovoscopia é um procedimento simples mas muito importante para o processo de reprodução de qualquer pássaro. Através da Ovoscopia podemos verificar se os ovos estão realmente galados e caso não estejam, podemos retirar os ovos e fazer com que o casal inicie uma nova postura, com isso ganhamos tempo evitando que a fêmea fique chocando ovos que não iriam dar nenhum filhote.

A ovoscopia consiste em colocar os ovos contra uma fonte de luz (lanternas, lampadas) de preferência estando em um local escuro, com isso conseguimos ver o interior do ovo e por consequência a presenção ou não do embrião.

A seguir vemos um ovo infértil, ou seja, não irá nascer filhote algum. Dá para ver claramente a gema no interior.(Clique na imagem para ver em um tamanho maior)
 


Aqui vemos um ovo fértil, note a presença de sangue e o começo da formação do embrião. Além disto quando o embrião já está mais formado, o ovo perde o aspecto amarelo e ganha um tom mais escuro. Este ovo está sendo chocado a cerca de 4 a 5 dias, é de um casal de periquitos meus, por isso não está tão nítido.(Clique na imagem para ver em um tamanho maior)



A ovoscopia deve ser feita apartir do 5º dia, antes deste tempo é mais dificil visualizar o embrião. Para fazer a ovoscopia podemos utilizar qualquer fonte de luz, como as lanternas, lampadas e até mesmo a luz de uma vela. Existem algumas lanternas próprias para a ovoscopia, elas são mais finas e cumpridas, contudo elas tem um custo um pouco mais elevado. Eu encontrei esta lanterna em uma loja de R$1,99 e ela me serve perfeitamente, com ela eu posso ver os ovos sem pega-los ou até mesmo abrir a gaiola, basta passar a lampada pelas grades da gaiola e pronto. O cabo é bem flexivel e pode ser dobrado para qualquer posição.(Clique na imagem para ver em um tamanho maior)
 


A seguir vemos o desenvolvimento de um embrião. Na imagem foram necessários 21 dias para o nascimento, mas por exemplo um canario leva de 13 a 14, portanto há diferenças no desenvolvimento de cada espécie. Esta imagem foi retirado do Portal das Calopsitas, aproveito e agradeço a Flávia que gentilmente me autorizou a utiliza-la.(Clique na imagem para ver em um tamanho maior)

Vários motivos podem causar ovos não galados ou com embriões mortos, dentre eles:

  • Causas Ambientais: Local com pouca ventilação ou sujeira e pó em excesso, acaba contaminando o ovo e matando o embrião;
  • Causas de Manejo: Pegar o ovo com a mão suja ou suada, sacudir o ovo, mudanças bruscas de temperatura. Tenha cuidado ao fazer a Ovoscopia, é melhor fazer dentro do ninho, evitando movimentar em excesso o ovo;
  • Causas Nutricionais: Falta ou excesso de vitaminas, busque sempre fornecer uma alimentação balanceada;
  • Causas Infecciosas: Causadas por bacterias que podem levar a infertilidade de machos e fêmeas, ou morte de embriões no ovo, destaca-se a mycosplamose e bactérias secundárias encontradas no meio ambiente e nas nossas mãos.

Como prometido aqui deixo uma foto para identificar melhor um ovo galado, note no sangue do interior deste ovo da foto abaixo. (Clique nela para ver em tamanho maior)




Caso tenha ficado alguma dúvida basta fazer um comentário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário