08/11/2010

PASSAROS E DICAS DE PASSARINHEIROS

Em diversos grupos de discussão via internet, podemos encontrar solução para problemas
que afligem o passarinheiro por ver seu pássaro sofrendo. São "dicas" baseadas em
experiências , colhidas de diferentes passarinheiros.

Se o pássaro está arrancando suas próprias penas, observe as orientações seguintes:
Vários fatores levam um pássaro a arrancar penas, mas no caso em questão, como virou hábito,


já se tornou um desvio de comportamento, ou um vício e é muito difícil de ser eliminado.Vão
algumas dicas:

- Existe no mercado um spray importado próprio para debicagem de pássaros, a base de alho;
- Embeber um pedaço de barbante de algodão, em salmoura e pendurar na gaiola;
- utilizar biosal + sanabelt, na mistura de minerais.
Obs. Caso o problema seja de ordem dermatológica ou causado por ácaro de penas é bom consultar
um veterinário de aves.
.

Normalmente a aplicação de um acaricida e, simultaneamente, administração de vitamina H (biotina)
costuma resolver o problema.


Acaricida (Allax, por exemplo) e reforço de aminoácidos.


Este problema, normalmente, pode ter duas origens: (1) piolho ou ácaro (aplique Allax); (2)
insuficiência de minerais e aminoácidos (dê a ele Aminosol e Avitrin cálcio). Eu já tive casos
assim e resolvi. Os criadores mais antigos, simplesmente, penduram um barbante molhado
em água e sal na gaiola e dizem que resolve também.


Uma gotinha de Ivomec Pour On na nuca e principalmente Avitrim Cálcio no bebedouro e,
se possível, colocá-lo num voador.
.

Quando tenho algum pássaro que mexe nas penas (podem ser ácaros) utilizo um produto
chamado Halamyd (desinfetante biológico utilizado em granjas nos Estados Unidos e
alguns lugares da Europa). Bastam dois banhos, se forem ácaros o problema será resolvido,
o produto é muito eficiente, pois ataca as bactérias gram-positivas e gram-negativas.
O produto é vendido em quilo e custa em torno de R$ 80,00, mas atenção, utilize apenas
uma colherinha de cafezinho e dissolva em água morna, pois o produto é muito forte.



Eu daria um banho nele com KILOL (1 colher de sopa, para hum litro de água). E todo dia pela
manhã, sol nele!
.

Verifique se ele não está com deficiência de vitaminas.



Eu curei um pássaro que tinha este vício ministrando aminomix na farinhada.



Use na banheira 5 gotas do sumo da folha de Pita, uma planta da família das suculentas
muito comum nos morros, uma planta que os barbeiros usavam ou ainda usam o seu
caule para fazer amolador de navalhas, se não souber informe-se talvez possa encomendar
nas casas de ervas ou através de vendedores de raízes nas feiras livres! Você, primeiramente,
deve cortar um pedaço da folha e retirar a sua casca verde, para água não ficar colorida com
a clorofila que é de cor verde o que impede do pássaro banhar-se. Peque o miolo de cor branca
e esprema na banheira com a quantidade de água normalmente utilizada, disponibilizando
sempre no horário em que o pássaro está acostumado a banhar-se. Terminado o banho retire
a vasilha deixando só o bebedouro com água pura, faça o procedimento durante 5 dias,
muitos pássaros foram curados com a seiva ou sumo da folha dessa planta, pois a mesma
é muito amarga.
.

Já ouvi falar a respeito de pássaros que comem as penas ou as arrancam por falta de gordura
ou de cálcio...Também pode ser estresse, caso ele fique vendo outro da mesma espécie pode
ficar muito bravo e acaba arrancando as próprias penas...


Vários fatores podem criar esse comportamento:
1- Falta de sol. Colocar diariamente meia hora no sol na parte da manhã;
2- Falta de sais minerais. Procurar no mercado um grit mineral;
3- Piolho. Na água do banho colocar sal grosso;
4- Local abafado, úmido. Colocar a gaiola num local bem arejado;
5- Prenda na gaiola um pedaço de bucha, pois muitos pássaros com vontade de aninhar e
na falta de gravetos, capim etc, acabam retirando suas próprias penas;
6- Outra coisa que pode ajudar é passar Hipoglos nas penas. Devido ao gosto ruim inibi o ato;
7- Evite ficar pegando o pássaro, principalmente se você fuma.


Eu tenho um coleira que arrancava as penas do peito e comia, solucionei o problema
administrando Aminomix Pet misturado nas sementes.....vale a pena tentar....



Se o problema são as penas do rabo:
Ele está comendo as penas do rabo, ou elas quebram ao bater nas grades? Erroneamente,
as pessoas costumam associar crescimento/fortalecimento de penas ao cálcio, quando está
relacionado essencialmente à proteína. Procure ministrar vitaminas que contenham em sua
composição aminoácidos, se for o caso reforce com vitamina H (biotina) e procure elevar o
teor protéico da alimentação (insetos, farinha de minhoca, etc...). Verifique a posição dos
poleiros na gaiola. Ou eles devem ficar bem rentes à grade (um espaço de distância, tipo
gaiolas de torneio) ou afastado uns cinco espaços. Se ele estiver realmente se debicando,
procure colocar na gaiola um barbante de algodão, embebido em salmoura (deixe o barbante
imerso em uma solução de água com sal, depois deixe escorrer um pouco). O barbante é
para distração do pássaro, inclusive muito utilizado como recurso para "esquentar" fêmeas.
O sal é riquíssimo em nutrientes, ele é um dos componentes básicos para dietas de qual


Verifique o estado das penas do rabo após um banho... se logo que secarem estiverem
"normais", não há motivo para preocupação, é deixar ele terminar de fazer a muda. Caso se
apresentem quebradiças, pode ser uma deficiência vitamínica (falta de biotina - vit H).


PIOLHOS ???
Sou criador de curiós e uso 2 ou 3 gotas de vinagre de vinho branco diariamente na banheira
dos passarinhos. Depois que adotei esta prática no manejo das aves, não tive mais presença
de piolhos em meu plantel. A explicação científica para o fato é que o vinagre dissolve a cola
com que a mãe piolha fixa os ovos na penas das aves infestadas. Com isso se interrompe o
ciclo de reprodução dos piolhos.


O lugar correto para procurar pelos piolhos, durante o dia, é nos encaixes dos poleiros.
Aconselho trocar o pássaro de gaiola para uma melhor higienização da mesma. Só use
produto para combater os parasitas no pássaro se for necessário.
.

O vinagre foi um dos primeiros métodos para acabar com piolhos nas pessoas, antes de
existirem os venenos. O problema é que o vinagre não mata os ovos e sim os piolhos,
por isso é muito importante repetir o banho várias vezes, pois na medida em que os
ovos vão eclodindo o vinagre vai matando os piolhos. Não adianta aplicar uma vez só,
pois os piolhos voltam.
.

Sugiro que, inicialmente, deixes esta ave isolada das demais e aplique um produto
denominado "Piolhaves", que é um pó repelente, barato e facilmente encontrado.
Na água do banho coloque algumas gotas de vinagre (de maçã) e mantenha a gaiola
desinfetada para evitar reinfestação.
.

Você pode utilizar Frontline Spray. Dê 2 ou 3 borrifadas na ave e trate também a
gaiola e poleiros.


Um amigo meu que é veterinário e também cria curió, me passou uma receita, eu
fiz e eliminou todos os piolhos dos meus pássaros:
- 100 g de fumo de corda;
- 1 litro de álcool.
Você coloca o fumo dentro da garrafa de álcool por 3 dias, depois retira 250 ml
deste álcool com fumo e mistura em 750 ml de água, fazendo um litro. Retira
a comida e a água da gaiola pulveriza com aquelas bombinhas que se usa para
molhar plantas. Pulverizam-se a ave, a gaiola, as paredes, no ambiente em geral.



Também uso este sistema, mas, borrifar sobre o pássaro é perigoso porque pode
provocar medo, estress e etc. Eu conheço alguns criadores que preferem borrifar
sobre a gaiola sem o pássaro dentro e, com ela bem molhada, você colocar o pássaro.
Em duas ou três operações de troca de gaiolas a cada 5 dias, você elimina o
problema dos piolhos no pássaro, sem agredi-lo, porque você corta o ciclo
reprodutivo do mesmo. Tem algum pássaro que não sente e nem toma conhecimento,
mas conheço outros que nunca mais cantaram, se tornaram arredios, medrosos.
0s curiós você deve lidar com o máximo de carinho possível.



Tenho usado em meu canaril pulverizar pássaros, gaiolas, paredes e todos os
utensílios com KILL RED, na proporção indicada no produto, com resultados
excelentes. Há mais de 2 anos não tenho tido problema algum com piolhos.


Para combater piolho em banho é complicado, pois geralmente o piolho mora
nos encontros dos poleiros, nos ninhos, nas varetas e etc.. e, à noite, quando
os pássaros estão dormindo, é que ele ataca, por isso para combater o
piolho temos que lavar bem, desinfetar gaiolas, capas e as instalações.
Para acabar com o piolho no pássaro use o inseticida em aerossol SBP do mais
fraco (tampa AZUL), aplicando direto na gaiola com pássaro, sem água e comida
(cubra a gaiola e aplique dentro).
Para beleza das penas tenho usado uma mistura infalível, que mata sarna, ácaro
fungos e etc.. qualquer doença de pena. Misture 100ml de água, 5 gotas de Creolina
e 5 gotas de Iodo Povedine, tire a banheira e banhe 3 dias consecutivos com
borrifador de água.
.

Tenho visto algumas recomendações de tratamento de pássaros à base de banhos
com o uso de CREOLINA. A Creolina é um excelente desinfetante e pode até matar
piolhos e ácaros, mas causa lesões de pele e de folículos de pena, irritação da córnea
e, se esta ocorrer, reduz a passagem de luz para dentro do olho com redução da
estimulação da retina, gerando diminuição do canto, fora riscos de úlcera de córnea.
Se ingerido quando a ave limpar suas penas ela causa gastrite de moela e de
pro-ventriculo e enterite, podendo predispor a giardia por irritação digestiva.
Usem Front-Line spray 2 gotas no dorso da ave - não tem toxicidade, apresenta
efeito por 2 meses se for eliminado o foco de piolhos na gaiola, sendo referenciado
para aves internacionalmente


Um medicamento já bastante utilizado pelos passarinheiros para controle de ácaros
internos e externos, “vermelhinhos”, sarna e piolhos em pássaros é o IVOMEC
(IVERMECTIN). Como é muito forte, aconselho a usar o ALLAX que já vem diluído
e pode ser aplicado diretamente na pele dos pássaros pequenos. Veja a bula para
modo de usar. Contra pulgas, carrapatos, percevejos e formigas é mais eficiente
usar talco inseticida à base de piretro.


Já tive um pássaro que recém comprado estava infestado de piolhos, utilizei o
PIOLHAVES e este piolhicida foi muito eficaz, pouco tempo após pulverizar no
pássaro já podia se ver os piolhos caindo (já tontos)... este medicamento
também pode ser pulverizado nos ninhos e nas instalações.


Aqui usamos alho, pegamos um dente alho fazemos uns cortes nele sem partir
por completo e colocamos na água à noite e pela manhã colocamos na água de
banho, repete a cada dia até que os piolhos sumam.


Existem várias soluções, uma delas é um produto chamado PIOLHAVES que dizem
que é bom, mas nunca usei.


PIOLHAVES é um bom remédio, só se deve ter cuidado na hora de aplicar (deixar
a gaiola só com os poleiros, sem bebedor, comedor, frutas etc. e deixar por uns
10 minutos a ave se sacudir, para que o pó não caia na água nem na comida .),
pois pode haver intoxicação da ave se ela ingerir o produto.


Eu tenho utilizado o KILLRED, tem ação residual não necessitando outras aplicações
em curto espaço de tempo.


O que eu fiz foi o seguinte: Retirei o pássaro da gaiola (deixei temporariamente
em outra), coloquei a gaiola em um saco plástico de lixo e passei SBP na gaiola
(dentro do saco), fechei o saco e deixe por umas 5 horas. Depois lavei muito bem
a gaiola e em seguida aplique o Piolhaves... Comigo funcionou.


Pode ainda depois da manobra sugerida pelo amigo Jefferson, limpar todas as
gaiolas e frestas com Vaporeto, aquela máquina de vapor.


 Problemas em pernas e nos pés das aves
Ácaros são pequenos microrganismos que nunca estão na superfície da pele, onde
às vezes observamos umas estruturas queratinosas, como se fossem cascas. Estes
parasitos ficam no interior da pele onde criam túneis, cavernas profundas,
ocasionando prurido intenso (coceira), os pés e pernas aparentam ser “cascudos),
porém as cascas não contém ácaros, são apenas uma resposta do organismo,
como o crescimento exagerado das unhas. Em um pássaro forte, este ácaro pode
ficar no organismo por aproximadamente 2 anos sem apresentar sintomas e diante
de uma imunodepressão, ele chega com força total, ataca os pés, pernas, podendo
evoluir para o abdômen, tórax e todo o corpo, causando coceira e o pássaro
desesperado se coça intensamente com o seu bico, podendo ocasionar feridas na
pele, onde bactérias, que convivem com ele em número limitado, acabam colonizando
e causando uma grave infecção com a presença de secreção muco purulenta e até
necrose tecidual. Neste ponto da evolução da doença é mais difícil salvar o pássaro,
que já vai estar emagrecido, com o “peito seco”.
Algumas dicas valiosas para proteger seus pássaros são:
- Oferecer frutas e legumes ricos em vitamina (A) (manga, cenoura, ...). Esta vitamina
atua na reepitelização e regeneração da pele;
- Manter as gaiolas, poleiros, potes e bebedouros limpos e desinfetados semanalmente
(use kilol ou mesmo cloro);
- Observar constantemente as pernas e pés, que é onde, normalmente, se inicia o
processo da enfermidade.
- Retirar a banheira logo após o banho;
- Colocar pouca comida nos potes, de modo que diariamente ela seja renovada, evitando
poeira sobre os alimentos;
- Troque diariamente o papel do fundo da gaiola, evitando colocar jornal cuja tinta
poderá intoxicar o pássaro;
- Não coloque areia no fundo da gaiola, pois será contaminada pelas fezes.


Todo pássaro tem escamas nos pés, encaixadas como escamas de peixe. Quando ácaros
(minúsculos carrapatos) infestam o pássaro, eles levantam as escamas para ficar morando
embaixo. Para matar estes ácaros deve-se fazer uma massagem nas pernas, pés e dedos
com ivermectina (IVOMEC Pour On ou ALLAX) em seguida cobrir com qualquer pomada
(vaselina comum serve) para sufocar os ácaros. Uma ou duas semanas depois aplicar
novamente o creme ou pomada, desta vez esfregando suavemente para remover as escamas
soltas e permitir o nascimento de novas escamas. Os poleiros e partes de madeira da
gaiola devem ser desinfetados.


Prezado, não se trata de velhice e sim de polainas que por falta de contato com a
natureza, umidade, etc, aparece nos tarsos dos pássaros! Se você aplicar um creme
hidratante que as mulheres usam para a pele, esfregando nos tarsos e dando um
tempinho para infiltração nas polainas. Com auxilio de um palitinho para dentes
ou até mesmo a unha poderá removê-las com facilidade!


O mestre Taddei indicou a Andolba, um spray do laboratório Eurofarma. Eu passei
a usar e é excelente.


Para ácaros em geral e piolhos, tenho utilizado o óleo de neem e tenho obtido um
excelente resultado, pois o produto é natural e se o pássaro ingere não lhe fará
nenhum mal.


Você pode utilizar o vinagre de maçã na água de banho - 5 gotas por banheira. Além
da utilização da pomada Halog 0,5% que você encontra em farmácias ou a pomada
Sarnavet do Laboratório Simões. Eu faço uso da Sarnavet e vinagre na água de banho.
O vinagre serve para ácaros e piolhos não deixando que ocorra a contaminação ou
recontaminação e eu o utilizo todos os dias.


Faça uma mistura de 50% de ACARSAN (humano) + 50% de Glicerina Líquida.
Aplique esta mistura massageando os pés do pássaro por alguns minutos.
Repetir dia sim dia não, por 1 semana, que todas estas crostas desaparecem.



Experimenta usar Creme QUADRIDERM (é encontrado em qualquer drogaria)
é excelente para esse tipo de problema.


As crostas normalmente são ácaros sob as placas que revestem os pés. Nesse caso
as pomadas funcionam, mas com o tempo podem voltar ai repetimos o tratamento.
Agora, alguns com a idade apresentam os pés mais grossos, cascudos, principalmente
pássaro preto, coisas da idade, mas as pomadas aliviam.


Já usei o QUADRIDERM que o nosso amigo indicou e os resultados foram bem
satisfatórios. 

Se for crosta por causa de ácaros, ouvi dizer que qualquer tipo de pomada mata,
pois acabam por sufocar os insetos dentro das cascas. Assim, se passar simples
vaselina (sem nenhum princípio ativo) também funcionará para acabar com os
ácaros e amolecer as cascas. Existe em farmácia, pomada de vaselina com própolis,
que é antifúngico e não tem contra-indicações, que eu saiba.



Aprendi com meu pai que é passarinheiro há muitos anos. Pegue o pássaro e molhe
as pernas com água mora e passe Dolemil, repita no dia seguinte, se a casca não
soltar sozinha pode puxar, delicadamente, com a ponta da unha de baixo para cima.
.

Existem particularmente 3 tipos de crostas nas patas das aves:
1 - As crostas/calos, provocadas ou por velhice ou por deficiência nos poleiros,
originando a provocação de calosidades, que se formam na parte inferior das patas;
2 - As crostas provocadas por ácaros, que se formam na parte superior das patas,
formando escamas ligeiramente lavantadas. Em ambos os casos (calos e crostas
formadas por ácaros), uma boa POMADA ACARICIDA resolverá com facilidade o
problema, usando-as conforme as instruções do fabricante;
3 - Outra forma da formação de crostas (mais perigosa) é devido à VARÍOLA CUTÂNEA,
sendo diferente das crostas provocadas por ácaros, pois estas últimas são mais ao
menos facilmente removidas com a nossa unha ou pinça, aparecendo a pele
ensangüentada, e não se dispõem em forma de escama, mas de forma isolada,
em pústula ou ferida. O seu tratamento é com Clorofenicol. (Luís Pires - Ovar


É bastante difícil diagnosticar alguma doença à distância, porém mais nos parece
falta de cuidados que outra coisa. Para manter os pés dos pássaros sempre livres
destes parasitas, devemos ter com eles alguns cuidados, quais sejam:
1. Manter poleiros sempre limpos.
2. Manter os poleiros secos
3. Pelo menos 2 vezes por ano, ou quando se fizer necessário pela observação, procecer
a aplicação da mistura de 50% de Benzoato de Benzila (Nome comercial ACARSAN) +
50% de glicerina líquida, repetindo o tratamento 2 dias após a aplicação.
.

Se os pés já apresentam cascas (polainas), não há outra opção a não ser pegá-lo na
mão, ou em anilhador. Cada criador tem seu método, eu particularmente passo um
creme um dia antes, deixo que a casca amoleça e retiro no dia seguinte. Aproveito
para, se for o caso, aparar as unhas.


Eu uso Andolba tem pomada e spray, sempre usei somente o spray, é ótimo e, além
disto, serve para qualquer machucado no pássaro. (Alessandro - nov/04).



A pomada Hipoglós é muito boa para passar nos pés dos trincas, porque ela tampa
os poros e não deixa o ácaro respirar e mata, livrando o trinca dos ácaros. Ela é melhor
o que o Dolemil e menos tóxica.



_________________________________________________________________________________________



PÁSSAROS SEM EQUILIBRIO (SISTEMA NERVOSO CENTRAL):

Temos raramente observado a questão abordada , daí acreditarmos ser este o motivo de não
ser o tema abordado pela literatura conhecida do Curió. Atribuímos esta questão (perda do equilíbrio)
a uma rápida queda da plumagem original por uso demasiado de Concentrados Vitamínicos,
quando o ideal seria a queda gradual das penas velhas à medida que vão sendo substituída pelas novas.
Acreditamos na existência de perturbações metabólicas por indução da muda, mediante super
dosagem de aditivos Vitamínicos.
Este é o nosso entendimento, até onde nos foi possível observar.

Pela baixa incidência da questão, o assunto não tem merecido de nós uma maior atenção, daí
nunca termos escrito nada sobre a matéria, a não ser, recomendar moderação durante a muda
e evitar sobrecarga de processamento hepático e renal dos aditivos, no momento em que o
pássaro já tem em seu organismo armazenado (antecipadamente) as condições nutricionais
necessárias a efetuar uma troca de penas tranquila e eficiente..


PARA POSTURA

Avitrin E
Indicado para os seguintes sintomas: defeitos na reprodução, com degeneração embrionária
(baixa fecundidade dos ovos, os embriões morrem nos primeiros dias de incubação) ; infertilidade
( baixa produção dos machos reprodutores);degeneração muscular com distrofia muscular
( afetando as aves jovens) e outros.
Composição:
Cada 100 ml contém:
Vitamina E (acetato de tocoferol)-------------3,0 g.
B.H.T. (antioxidante) ------------------------------1,0 g.
Veículo emulsionável q.s.p. -------------------100 ml.

Posologia:
Administrado por vial oral emulsionado na água.
Pequenas aves em criação - 3 gotas para cada ave por dia.

Apresentação:
Frasco com 15 ml do produto

COCCIDIOSE

Conheço os produtos da Ouro Fino, posso afirmar ser um laboratório de renome.,mas, este pruduto citada é´para suínos, será dificil vc., calcular a dosagem hj existe no mercado varios produtos no combate a coccidiose eu por exemplo acredito ter erradicado a mesma de meu criadouro com produtos a base de metilclopidol que nada mais é que o coccidex italiano que eu mesmo mando manipular, importo o principio ativo e mando manipular aqui no Brasil


****************************************************************************************

ÁCARO DE TRAQUEIA

Sugerimos ler artigo na pagina da COBRAP http://www.cobrap.org.br/site/artigos_vis.php?id=56

Acaro

para acabar com o acaro basta voce dar 1 gota de ivomec por one que e vendido em casas de raçao para passaros no bico do canario durante 3 dias mas ATENÇÂO somente 1 gota porque o ivomec e muito forte e pode matar o canario em dose mais alta . Espero que eu tenha ajudado voce um abraço.

O tratamento de eleição para controlar esses ácaros é o uso da ivermectina, administrada de 15 em 15 dias até sanar o problema. Tomar cuidado com a época de aplicação e período de recesso na reprodução, para sucesso no tratamento. A ivermectina apenas mata o ácaro, enquanto a infecção secundária deve receber a terapia específica.


O sintoma característico que apresenta o pássaro com ácaro de traquéia é que parece que está engasgado. Entrando no criadouro, logo no começo da noite, você percebe um barulho característico (chó chó chó). O diamante tem realmente problemas com ácaros. Antigamente perdemos muitos pássaros com esse problema. A partir de 1994 passamos a administrar "IVOMEC" na dose de uma gota formada pela agulha de insulina, diretamente na pele dos pássaros. Faço isso retirando algumas penas da coxa e pingando a referida gota no local. Após 7 dias repito a operação. Não tive problemas com essa medicação, inclusive no segundo dia já desaparecem os sintomas.
Como é um ácaro, pode sim passar para os outros pássaros.
Mas só aplique no pássaro que estiver com problemas por enquanto e vamos aguardar.

Olá César, sobre o uso do Ivomec, assiti a uma palestra da Dra Stella Maris do Rio de Janeiro e sua orientação é não usar o Ivomec nas pernas, pois fica perto dos órgãos reprodutores e isto diminui sua capacidade reprodutiva a orientação é que se use o Ivomec ou Invermectina*, cutâneos, e se coloque uma gota no pescoço, na parte supeiror próximo ao corpo, este é o que o Pedroso de Curitiba que também é veterinário faz com seus periquitos. Quanto aos problemas na traquéia se o Ivomec no pescoço não resolver, é aconselhável usar um cotonete embebecido no dito Ivomec e enfiar garganta abaixo e frixionar na traquéia, tenho relovido alguns problemas até com peito seco.

* invermectina dizem ser o genérico do Ivomec, Ivomec ,que existem dois tipos o Puron que é para gado e um outro para ovinos o que é o mais aconselhável por ser mais fraco, muitos criadores tem tido amargos dissabores usando o Puron.

Nenhum comentário:

Postar um comentário