13 de jul de 2011

Pintassilgos ( CARDUELIS )

Pintassilgo
O Pintassilgo é uma ave passeriforme da família fringillidae. É conhecido também como Pintassilgo-mineiro e Pintassilva.

Características

Mede 11cm. de comprimento. Esta pequena ave granívora é uma ave bastante conhecida, já que se trata de uma espécie de relativamente fácil identificação. A sua máscara preta, presente apenas nos machos, bem como as manchas amarelas nas asas, fazem do pintassilgo uma ave bastante colorida e com um padrão facilmente reconhecível, mesmo em voo.As fêmeas tem a cabeça e lado inferior oliváceos. Os jovens machos com poucos meses já apresentam pintas pretas na cabeça. Durante a Primavera, pode ser observado cantando no alto de árvores, antenas, postes e telhados. No Inverno agrega-se frequentemente em bandos de dimensões consideráveis, que podem juntar centenas de aves. Além de seu canto característico, pousado ou em vôo, imita o canto de outras aves.
Vocalização: Gorjear fino bastante variado, em andamento rapidíssimo; estrofes longas intercalando imitações de outras aves. Canta também em vôo.

Alimentação


Creio que a alimentação seja um dos fatores de maior importância para o sucesso de uma criação, preparamos aqui, algumas dicas de como alimentamos nossos pássaros.  

Pintassilgo, Pintassilgo Português e Tarins:

Mistura servida diariamente

Niger                          80%
Alpiste                          5%
Colza                            5%
Gergelim branco          5%
Perila branca                5%

Híbridos:

Mistura servida diariamente

Mistura para canários encontrada em lojas especializadas composta por: Alpiste, Niger, Colza, Linhaça, Aveia e Nabão.

Para todas as espécies, oferecemos em um comedouro a parte, uma ração formulada em nosso criatório composta por:

Girassol importado descascado moído
Aveia moída
Linhaça moída
Colza
Aveia em sementes
Linhaça em sementes
Gergelim branco
Erva doce
Niger
Perila branca
Milharina
Farinhada CC 2030 (marca opcional seguindo a composição básica)

Esta mistura deve ser oferecida a vontade em época de criação e controlada em época de descanso principalmente em Pintassilgo Pinheirinhos que possuem uma tendência maior a engordar.
 Já com os Pintassilgos Portugueses, podemos oferecer a vontade também, pois eles teem uma tendência maior as rações do que as sementes normais oferecidas no dia-a-dia.

Farinha com ovos cozido e peneirado a vontade na época de criação, servimos em dias alternados em época de descanso.
Legumes: Jiló em dias alternados.
Frutas: Maçã duas vezes por semana (muito importante na alimentação de filhotes, em especial dos híbridos)
Verduras: Almeirão três vezes por semana (todos os dias em época de criação)

Perila, a semente da saúde




 Semente muito importante na alimentação de pássaros granívoros, por ser rica em óleos Omega 3 e 6.  Estes são importantes na promoção de um canto melodioso e  plumagem exuberante. Auxilia a muda de penas e é promotor da fertilidade. Sua ação anti-inflamatória torna o produto um excelente protetor contra danos nas mucosas, principalmente dos intestinos. Os óleos que compoem a semente conferem  brilho e elasticidade às penas contendo substâncias que permitem revigorar, recuperar a saúde  e  também capacidade nutritiva notável. Atua de forma eficaz no bom funcionamento do aparelho digestivo das aves.
Esta semente é apreciada pela maioria dos pássaros granívoros por ser extremamente saborosa e macia.
Apesar de ser muito utilizada para Pintassilgos,  todos os pássaros granívoros apreciam, tanto é que utilizamos o grão nas misturas da linha extra para Curió, Bicudo, Canário da Terra e Canário do Reino - Pintagol.  Se você nunca serviu Perila ao seu pássaro, faça o teste e confira os resultados.
Semente de origem asiática, é oferecida em duas variedade, a Branca e a Café, também conhecida como Perila Marrom. Há pássaros que preferem mais a Branca e outros a Café. Se o consumo da mesma for pequeno, aconselhamos tratar a mesma com Prevent, para evitar a formação de parasitas, fungos e bactérias. Neste caso adicione 5 gramas por kilo de semente.
Uso da semente na criação de Pintassilgos
As informações abaixo foram extraídas de depoimentos de criadores, sobre o uso da semente.
Várias espécies de pintassilgo e de outros fringilídeos, com abdome inchado, avermelhado e com diarréia, em torno de 6 a 10 dias de administração contínua, a saúde foi completamente restabelecida.
Por ser uma semente rica em óleo, a adminstração deve ser controlada e normalmente não mais que três vezes por semana (meia colher de café por pássaro).
Por 6 a 10 dias consecutivos para pássaros ariscos, para aqueles debilitados, com abdome inflamado, diarréia, debilitados por tratamentos com antibióticos e quimioterápicos.
Modo de usar em cada período:
Período de repouso: (do término da muda ao início da preparação para o acasalamento); meia colher de café por pássaro, três vezes por semana  (duas vezes para os pássaros que tendem engordar);
Período da muda:  Durante a  muda, quando o organismo das aves se acha no máximo esforço de renovação de plumagem, pode-se praticar uma administração diária, por 8 a 10 dias consecutivos, com a advertência de colocar as aves mais predispostas em voadeiras amplas pouco aglomerados. O alto percentual protéico e do óleo perfeitamente digerível permitem uma veloz replumagem, com penas fortes e reluzentes, Além disso, conferem uma boa funcionalidade do aparelho digestivo, prevenindo muitas disfunções intestinais, que freqüentemente se acentuam durante o delicado período da muda.
fonte: site terra dos passaros

Nenhum comentário:

Postar um comentário